sábado, 15 de setembro de 2007

Proteínas animais, fontes de info e Índia

Minha amiga e ex-colega da faculdade de Jornalismo, a Érica Watanabe, fez a gentileza de falar sobre sua experiência na Índia, onde passou algum tempo fazendo uma pesquisa; e comentar detalhadamente um post meu sobre crianças vegetarianas, inclusive questionando meu uso de fontes. O post com seu comentário está aqui: http://blog.kanno.com.br/2007/09/crianas-podem-ser-vegetarianas-mdico.html

Agradeço a ela o trabalho. Praticamente, concordo com todos os fundamentos do que ela disse. São informações interessantes. Mas vou comentar sobre, detalhando o que penso.

Proteínas animais

1) Quanto a este assunto das "proteínas animais", eu concordo que elas sejam diferentes das proteínas vegetais. O que eu quero dizer, baseado no que pesquisei (afinal, também sou leigo então necessito pesquisar bastante), é que é ambos os tipos de proteínas podem satisfazer nossas necessidades.

Apesar de os alimentos vegetais serem menos ricos em proteínas. Concordo também com isso que você disse: do ponto de vista protéico, as proteínas animais são muito mais nutritivas que as vegetais. E, de fato, é necessário diversificar a alimentação vegetariana. Isso é o que os vegetarianos e veganos que estou conhecendo recomendam mesmo.

Nas próprias palavras do médico Eric, que coloquei no post, ele diz que os vegetarianos precisam ter cuidados em relação à proteína.

Mas é necessário lembrar que não é só de proteína que vive o ser humano; mas também de fibras, ferro e ácido fólico, por exemplo, que são nutrientes que faltam na dieta onívora (incluindo carne), ainda de acordo com esse médico. Desta maneira, há o que se preocupar em termos de falta de nutrientes, nas duas dietas. Os onívoros também precisam diversificar sua alimentação (eu inclusive me lembro de minha mãe falando: come isto, tem fibras! e eu nem dando bola... eheh).

E pelo visto não há só problemas de falta; também há problemas de excesso, como tudo na natureza... O médico também fala no excesso que os onívoros normalmente fazem de proteínas e gorduras. Me parece que a população em geral está bem consciente do problema das gorduras, colesterol alto... Mas não em relação ao problema do excesso de proteínas.

Em dezembro de 2006, saiu no periódico científico Americal Journal of Clinical Nutrition, o trabalho dos pesquisadores Luigi Fontana, entre outros, da Universidade de Washington, alertando para os riscos do excesso de proteína na alimentação. Segundo eles, uma dieta hiperprotéica pode contribuir para o aumento de hormônios como IGF-I, ligado ao desenvolvimento de câncer, principalmente de mama, próstata e cólon. Leia detalhes aqui: http://www.ajcn.org/

De todo modo, me parece que o vegetarianismo é difícil principalmente por ser uma mudança de hábitos, e por ser uma dieta à qual as pessoas em geral não estão muito acostumadas. Eu mesmo preciso estudar mais, afinal, por toda a vida fui onívoro, então meus parâmetros são outros. Só há uns 6 meses sou vegetariano.

Desta maneira, me parece que pais vegetarianos que já conheçam bem o que é necessário numa dieta vegetariana também vão poder alimentar e nutrir adequadamente seus filhos, assim como aconteceu com minha ex-aluna vegana. O importante é buscar informações, assim como pais onívoros também vão buscar se informar para que seus filhos cresçam saudáveis.

----------------------

Fontes: "comunidade vegetariana" e veracidade de fontes

2) Em relação a eu respaldar argumentos com artigos ou textos em geral da "comunidade vegetariana"... Bem, simplesmente busco informações de quem parece ter estudado melhor o assunto (e também o que está mais à mão!)... Neste último exemplo, utilizei as informações fornecidas por um médico especialista em nutrição, e nutrição vegetariana. Foi na Revista dos Vegetarianos em que ele falou, de fato, mas busquei a revista para me informar sobre o assunto. Dificilmente esse tema é pauta em outros lugares.

Realmente é mais fácil encontrar fontes na tal "comunidade vegetariana". Mas também utilizei outras fontes neutras em meu blog, como a revista Época. Ver no meu post http://blog.kanno.com.br/2007/08/respostas-gerais-opinies-da-turma.html, em que falei pra turma na lista; o link pra reportagem da revista é: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDG74465-5856,00.html .

E mesmo quando eu encontro informações de vegetarianos, confiro suas fontes, como o estudo Our Food Our World, EarthSave Foundation, Santa Cruz. Desvinculado, também. E hoje, acabei de me utilizar de uma pesquisa da Universidade de Washington, publicado em uma revista científica, também desvinculada dos vegetarianos.

Concordo com a Érica que é importante buscar fontes não vinculadas. E, mesmo quando falam fontes da "comunidade vegetariana", verificar quais foram suas fontes primárias. Afinal, não vamos acreditar em ninguém, seja veg ou não, sem saber seus fundamentos, em que estão se baseando, certo?

Independente disso tudo, uma pergunta me ocorre: quais são os interesses de cada um no assunto? Que benefícios cada um pode colher?

Índia: vegetarianismo por religião

3) Sobre a Índia, de fato ela aparece com frequência como exemplo em discussões vegetarianas. Outra moça que me respondeu, a Eliane, falou dela, por exemplo. Mas estou consciente de que lá o povo não é assim preocupado com "direitos animais"; está é preocupado em seguir sua religião, creio que em geral cegamente.

É claro que o hinduísmo tem seu fundamento na filosofia de não-violência, mas aí já são outros quinhentos... Senão também iríamos dizer que no Brasil o pessoal cristão sabe quais são os fundamentos de suas práticas religiosas.

O Tom Regan, em seu livro, sobre o qual comento em http://blog.kanno.com.br/2007/08/imagem-dos-defensores-dos-direitos.html , também critica os indianos pelo maltrato aos animais.

Creio que o exemplo da Índia é frequentemente tomado com a finalidade mais para se verificar o que acontece com pessoas vegetarianas desde o nascimento, independentemente de qual é a razão dessa dieta. Ou pelo menos predominantemente, já que há animais que eles consomem, como disse a Érica, que já morou lá.

Mesmo na própria estatística da European Vegetarian Union, uma fonte que seria interessada em aumentar a porcentagem, registra-se que somente 40% dos indianos são vegetarianos, contrariando a crença geral de que são todos vegetarianos. A informação da Érica explica que animais os 60% restantes comem. Leia detalhes de estatísticas de vegetarianismo pelos países em: http://www.european-vegetarian.org/lang/pt/info/howmany.php

Abraço!
Maurício Kanno

3 comentários:

Felipe disse...

Mau, náo sabia que tu era vegetariano!!
Entáo, darei meu depoimento e conhecimento acumulado de 22 anos de vegetarianismo. Tenho 24 anos e vegetariano desde os 2 anos, nunca tive problemas de desenvolvimento físico, mental nem nada... louco de loucuras muito comuns à minha geraçáo e nada mais.
Falar de proteínas melhores ou piores é argumentar mal e náo ter noçáo de como funciona o sistema digestório. O ser humano necessita de 11 aminoácidos essenciais mais outros 8 complementares. O que é chamado de proteína completa é aquela que tem os tais 11 (proteínas essas a caseína - leite e derivados, ovos e carnes em geral) proteínas "incompletas" - que náo tem os tais 11 - leguminosas - feijáo, gráo de bico, ervilha, lentilha, soja - cereais - arroz integral, cevada, aveia - frutos secos - o FATO É QUE combinando esses alimentos vc consegue os 11 aminoácidos e os outros 8 tranquilamente - 2 porçñoes de cereal integral para uma de leguminosa, um mix de frutos secos - vc ainda tem protéinas em fungos e levedura de cerveja (completas)... ferro vc pega de lentilhas, feijáo, beterrabas, folhas escuras, frutas vermelhas e B12 dos ovos, energéticos e leveduras...

Mao disse...

ae cara!!! obrigadão pelo comentário! esclarecedor por seu depoimento pessoal.

infelizmente vc nao deixou seu contato pra eu te responder e a gente manter contato...

Anônimo disse...

nina tenho 19 anos sou vegetariana des de bebe mais minha familia nao apenas eu muitas pessoa ainda tem muitas duvidas sobre oq comer e a maioria das pessos confundem vegetarianos com naturalismo guando falo q sou vegetariana todos me perguntao na ora vc vive de vento sempre respondo sou vegetariana e nau dona da eletro paulo estou escrevendo sobre maltatos de animais e falo um pouco disso tbm acho q quem adora carne td bem nao deve parar de comer se a consiensia nao doi e sim reduzir mais os numeros de vezes q come
acho muita injustisa com os animais uma faita de respeito com estes animais.