domingo, 11 de novembro de 2007

Mais Vida Menos Lixo! (campanha e curso)

oi, gente, queria compartilhar com vocês um curso e uma campanha em que estou participando, em São Paulo, Vila Mariana.

os espaços dos lixões nas periferias estão esgotados, e a prefeitura quer abrir mais, a população da periferia não quer, lógico, que é horrível e perigoso morar perto de lixão.

a Defensoria da Água, com outros órgãos, busca fazer a prefeitura e a população refletirem sobre o problema do lixo, como reduzir esta produção, o que fazer com ele, etc. É bom lembrar que há bilhões de reais envolvidos na brincadeira, pagando umas 18 empresas para mexer com o lixo, então tem muito intere$$e na jogada.

quem quiser se juntar ao grupo de estudos para estudar e propor soluções, e provavelmente ano que vem lançar um livro na Bienal do Livro com isso, fale comigo, ou com o próprio secretário da Defensoria das Águas, o Leonardo Morelli. ou simplesmente chega lá.

nossas discussões são sempre às segundas-feiras, às 19 horas, do lado do metrô Vila Mariana, no sindicato dos trabalhadores em editoras de livros.

segue artigo escrito sobre o assunto pelo Morelli: http://www.ecoagencia.com.br/index.php?option=content&task=view&id=2747&Itemid=2

e este é o site do sindicato onde nos reunimos: http://www.seel-sp.com.br/

meu e-mail: mauricio@kanno.com.br

Um comentário:

Mao disse...

CONVITE:

esta quinta-feira de feriado, dia 15/11, vamos para uma saída de campo conhecer o real problema do lixão, pegando o caso de Sto Amaro, acompanhando um geógrafo especialista na área, vindo do RJ. vamos nos encontrar no metro itaquera, 10 horas. alguem a fim de ir junto? é pra ficar o dia inteiro, só voltando pro metro itaquera lá pelas 19 horas, pois o negócio é longe mesmo.

se quiser, me passe telefone e e-mail para eu avisar quem está organizando pra ver se tem lugar suficiente na van. avise até quarta-feira de manhã, por favor. meu e-mail é mauricio@kanno.com.br e meu fone é (11) 9564-4568.

eu sei, nao é um programa lá mto divertido para o feriado, mas é uma riquíssima oportunidade pra quem se preocupa MESMO com a sustentabilidade da cidade (não só de São Paulo).