segunda-feira, 19 de março de 2007

Vídeo Realista e Vegetariano - A Carne é Fraca



Não achei uma animação vegetariana por enquanto... Talvez eu possa produzir uma, até talvez seja mais fácil de ela não ser censurada, como foram dois vídeos que achei no YouTube.

Estou hoje conhecendo teoricamente o vegetarianismo, algo motivado por uma conversa com meu amigo Júlio Boaro e algumas reflexões e pesquisas. Quem sabe eu vire vegetariano mais cedo ou mais tarde.

Aliás, é bom esclarecer algo que me confundiu um pouco no início: "vegano" é algo ainda mais duro e restrito que "vegetariano", pois o vegano também não consume nenhum produto de origem animal, como ovos, mel, lã (sim, não é só comida), etc. Mas eu não gosto dessa nomenclatura. Vegano é estranho. Vem de um estrangeirismo. Ah, sim, também não gosto de "vegano" porque esta palavras lembra Las Vegas, cidade dos EUA cheia de jogos de azar, capitalismo puro, etc.

Poderia ser "super-vegetariano" ao invés de "vegano". Algo do tipo. Prefiro mesmo é falar vegetariano restrito.

Nome do blog
Ah, vejam só que interessante: pensando bem, este post tem tudo a ver com o nome do meu blog: ANIMAO, por causa da semelhança com a palavra "ANIMAL"!!!!! Viva os animais!!!!

É isso aí, não preciso aqui falar só da arte da animação não, mas também de animais e ecologia!!! Assuntos bem mais nobres e gostosos de falar! Bem, a idéia é tentar juntar um pouco de tudo isso... E não preciso ficar sempre indicando animação não, que é divertido, legal, mas tem um tanto de anti-natural, se for pensar bem, viu!!!

Nossa... quantas voltas....

Um comentário:

Método DeRose - Yôga disse...

Olá!

Tive oportunidade de ver o filme "A carne é fraca" e acho que se passasse no horario nobre, vários eram os seres humanos que passariam a vegtarianos como eu sou.

Como disse pitágoras "Enquanto os homens massacrarem os animais, vão-se matar uns aos outros. Na verdade, aquele que espalha a semente de morte e de dor não pode colher amor e alegria."

Parabéns a todos os que contribuem para que os Animais possam viver felizes e sem dor.

SwáSthya!